afinidades
afetivas
33bienal/sp

7 set - 9 dez, 2018
entrada gratuita

Itinerâncias


A Fundação Bienal dá início, em março de 2019, ao programa de itinerâncias da 33ª Bienal de São Paulo – Afinidades afetivas, exposição que recebeu 740 mil visitantes no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, entre setembro e dezembro de 2018. Sete cidades brasileiras e uma no exterior já estão confirmadas para receber recortes da mostra: Belo Horizonte (MG), Campinas (SP), Vitória (ES), Juiz de Fora (MG), São José do Rio Preto (SP), Brasília (DF), Porto Alegre (RS) e Medellín (Colômbia).

Para a realização do programa, foram firmadas parcerias inéditas da Fundação Bienal com a Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Estado do Espírito Santo (ES), o Museu Nacional (DF), a Fundação Iberê Camargo (RS) e o Museo de Antioquia, em Medellín (Colômbia). Também foram renovadas as colaborações com o Sesc SP, a Fundação Clóvis Salgado (MG) e a Universidade Federal de Juiz de Fora (MG).

As itinerâncias da 33ª Bienal de São Paulo foram concebidas pelo curador convidado Jacopo Crivelli Visconti como novas experiências em relação ao projeto original elaborado pelo curador geral da mostra, Gabriel Pérez-Barreiro. A exposição realizada em São Paulo era constituída por um conjunto de elementos: o conceito geral da exposição; as sete diferentes mostras organizadas por sete artistas-curadores; as participações individuais de artistas convidados diretamente pelo curador geral; e ainda as relações que se criavam entre todas essas instâncias.

Para as itinerâncias, buscou-se enfatizar os pontos em que obras, artistas e pensamentos – que apareciam, na 33ª Bienal, separados e distantes – aproximam-se e se atraem reciprocamente, assim como as moléculas e os elementos citados por Goethe em seu romance As afinidades eletivas (1809), uma das referências do projeto de Pérez-Barreiro. Neste sentido, as exposições que irão circular em 2019 não replicam literalmente o que se viu na última Bienal, mas apresentam diferentes associações e relações a partir de recortes de obras e artistas.

  

Ações de Difusão

O programa de mostras itinerantes irá promover ações para professores, educadores e mediadores de público das instituições parceiras do programa. A partir dos conteúdos da 33ª Bienal e da publicação educativa feita para a mostra, Convite à atenção, as ações propõem exercícios que convidam as pessoas a estarem atentas para a experiência com a arte em diversos contextos, desde o encontro com a obra até o compartilhamento da reflexão sobre ela.

Compartilhe