afinidades
afetivas
33bienal/sp

7 set - 9 dez, 2018
entrada gratuita

Vídeos


#33bienal (Des/re/organizações afetivas) Banco Comunitário União Sampaio

(apenas áudio) O representante do Banco Comunitário União Sampaio, Thiago Vinicius, fala sobre o sistema de microcrédito criado na comunidade Jardim Maria Sampaio, no Campo Limpo, Zona Sul de São Paulo. O sistema é voltado aos moradores de baixa renda que não têm acesso aos financiamentos de bancos tradicionais e precisam pegar empréstimos sem juros, realizados através de uma moeda local, intitulada Sampaio, que é aceita em diversos estabelecimentos do bairro, como mercado, açougue, cabeleireiro, drogaria e floricultura. O programa Des/re/organizações afetivas, concebido por Marília Loureiro, parte das investigações curatoriais da 33ª Bienal para trazer encontros com instituições, grupos e iniciativas que efetuaram mudanças significativas em seus sistemas originais.

#33bienal (Des/re/organizações afetivas) Banco Comunitário União Sampaio

(apenas áudio) O representante do Banco Comunitário União Sampaio, Thiago Vinicius, fala sobre o sistema de microcrédito criado na comunidade Jardim Maria Sampaio, no Campo Limpo, Zona Sul de São Paulo. O sistema é voltado aos moradores de baixa renda que não têm acesso aos financiamentos de bancos tradicionais e precisam pegar empréstimos sem juros, realizados através de uma moeda local, intitulada Sampaio, que é aceita em diversos estabelecimentos do bairro, como mercado, açougue, cabeleireiro, drogaria e floricultura. O programa Des/re/organizações afetivas, concebido por Marília Loureiro, parte das investigações curatoriais da 33ª Bienal para trazer encontros com instituições, grupos e iniciativas que efetuaram mudanças significativas em seus sistemas originais.

#33bienal Desligue o automático

Filme publicitário sobre a 33ª Bienal de São Paulo questiona como administramos nossa concentração ao que está à nossa volta.

#33bienal (Des/re/organizações afetivas) Luciana Alves e Ana Helena Passos

Luciana Alves e Ana Helena Passos falam sobre o conceito de branquitude, que des/re/organiza a noção de raça inventada no século 19 pelos brancos. Num planeta em que os brancos não somam nem 20% da população mundial, mas que se pensam como identidade universal, quais são os privilégios simbólicos e materiais que atravessam a história e seguem atravessando nossas relações nos dias de hoje? O programa Des/re/organizações afetivas, concebido por Marília Loureiro, parte das investigações curatoriais para trazer encontros com instituições, grupos e iniciativas que efetuaram mudanças significativas em seus sistemas originais.

#33bienal (Des/re/organizações afetivas) Sociedade Brasileira de Psicanálise

O encontro de fechamento do programa Des/re/organizações afetivas propôs uma prática de atenção pelo espaço expositivo seguido de uma conversa com Luciana Saddi, da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, que estabeleceu relações entre o convite à atenção e a psicanálise. O programa Des/re/organizações afetivas, concebido por Marília Loureiro, parte das investigações curatoriais para trazer encontros com instituições, grupos e iniciativas que efetuaram mudanças significativas em seus sistemas originais.

#33bienal (Des/re/organizações afetivas) Mandato Cidadanista

A representante do Mandato Cidadanista Cristine Takuá apresenta a iniciativa, desde o que motivou seu surgimento a como ela difere de modelos políticos tradicionais e transforma a ideia de representação. O programa Des/re/organizações afetivas, concebido por Marília Loureiro, parte das investigações curatoriais para trazer encontros com instituições, grupos e iniciativas que efetuaram mudanças significativas em seus sistemas originais.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Introdução

Introdução por Gabriel Pérez-Barreiro, D. Graham Burnett e Stefanie Hessler. Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Palestra Katarzyna Kasia, A atenção e seu inimigo

Palestra de Katarzyna Kasia, "A atenção e seu inimigo". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Palestra Virgínia Kastrup

Palestra de Virgínia Kastrup, "A atenção na experiência estética e no trabalho do cartógrafo". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Abertura

Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Considerações finais

Considerações finais por Gabriel Pérez-Barreiro, D. Graham Burnett e Stefanie Hessler. Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Conversa com Bruno Moreschi

Conversa com Bruno Moreschi, "Uma outra 33ª Bienal de São Paulo: Ações, resultados e apresentação experimental". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Palestra Maria Cristina Franco Ferraz

Palestra de Maria Cristina Franco Ferraz, "Por uma política de ruminação em tempos de dispersão hiperconectada". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Catherine Hansen e Joanna Fiduccia

Conversa performativa com Catherine Hansen e Joanna Fiduccia, "Duas variedades de atenção surrealista. Uma conversa colaborativa". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Palestra Ivone Gebara

Palestra de Ivone Gebara, "Além do cristianismo patriarcal: um breve esboço de uma ética ecofeminista para a coexistência humana" Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Conversa performativa com Stefanie Hessler

Conversa performativa com Stefanie Hessler, "A atenção como ferramenta curatorial e a política da atenção (de gênero)". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Palestra D. Graham Burnett

Palestra de D. Graham Burnett, "Qual é o trabalho da atenção?" Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Conversa performativa com Vivian Caccuri

Conversa performativa com Vivian Caccuri, "O santuário do mosquito". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Conversa performativa com Yasemin Nur

Conversa performativa com Yasemin Nur, "Kat'i: O artesanato do corte de papel no período otomano". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Palestra Jeff Dolven

Palestra de Jeff Dolven, "Tudo de uma vez agora". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Conversa com Thiago Rocha Pitta

Conversa com Thiago Rocha Pitta, "Mapas temporais de uma terra não sedimentada". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Conversa com Rafael Sánchez-Mateos Paniágua

Conversa com Rafael Sánchez-Mateos Paniagua, "Autoescola Insular de Atenta". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Painel de discussão

Painel de discussão com Kapwani Kiwanga, Yael Geller, D. Graham Burnett e Rafael Sánchez-Mateos Paniagua. Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Simpósio Práticas de Atenção) Palestra de Yael Geller

Palestra de Yael Geller, "Obsessão como um fenômeno de atenção". Entre 16 e 18 de novembro de 2018, a Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, realizou o Simpósio Práticas de Atenção, propondo conversas públicas, oficinas e performances, sobre uma das maiores questões da nossa época: a atenção.

#33bienal (Palestra) Christian Dunker

Em 28 de julho de 2018, aconteceu a palestra "A educação do olhar e a leitura de imagens", conduzida por Christian Dunker, psicanalista e professor titular do Instituto de Psicologia da USP. (áudio apenas)

#33bienal Público

Os visitantes da #33bienal falam sobre as suas próprias afinidades afetivas e impressões sobre a exposição. Até 9 de dezembro de 2018 no Parque do Ibirapuera.

#33bienal (Artistas-curadores) Wura-Natasha Ogunji

Wura-Natasha Ogunji convidou artistas para criar, assim como ela, novos trabalhos em um processo curatorial colaborativo e horizontal. Seus trabalhos são afetados por suas histórias individuais e pelas complexas relações que mantêm com suas terras, nações e territórios.

#33bienal (Artistas-curadores) Antonio Ballester Moreno

Antonio Ballester Moreno aborda sua curadoria na 33ª Bienal como forma de contextualizar um universo baseado na relação íntima entre biologia e cultura, com referências à história da abstração e sua interação com natureza, pedagogia e espiritualidade.

#33bienal (Artistas-curadores) Claudia Fontes

Para sua exposição, Claudia Fontes parte de uma metanarrativa: um livro fictício homônimo cujo conteúdo é desconhecido, salvo por alguns fragmentos e por seus vestígios materiais.

#33bienal (Artistas-curadores) Mamma Andersson

Para sua exposição, Mamma Andersson reúne um grupo de artistas que têm inspirado e nutrido sua produção como pintora. Em comum, todos os participantes compartilham o interesse pela figuração expressiva e pelo corpo humano.

#33bienal (Artistas-curadores) Alejandro Cesarco

A partir de seu interesse em questões como repetição, narrativa e tradução, Alejandro Cesarco realiza uma curadoria de obras de artistas que compartilham de suas inquietações conceituais e estéticas.

#33bienal (Artistas-curadores) Sofia Borges

A curadoria de Sofia Borges parte de interpretações filosóficas sobre a tragédia grega para mergulhar em uma colagem de referências mitológicas.

#33bienal (Artistas-curadores) Waltercio Caldas

Waltercio Caldas, que sempre considerou a história da arte como material de trabalho, projeta um espaço em que obras de diversos artistas são confrontadas com trabalhos de sua autoria.

#33bienal (Palestra) Vera Pallamin

Registro da palestra "Mil gestos ínfimos: quando a atenção se aproxima da inscrição igualitária", pela professora de Arquitetura e Filosofia Vera Pallamin. 4 de agosto de 2018, Pavilhão da Bienal.

#33bienal (Palestra) Convite à atenção

Panorama dos materiais educativos das Bienais de São Paulo, seguido de reflexões e práticas que integram o projeto educativo da #33bienal e sua publicação educativa. 31 de julho de 2018, Pavilhão da Bienal.

#33bienal (Ações educativas) Lançamento de 'Convite à atenção'

A Fundação Bienal sediou o lançamento da publicação educativa da #33bienal, intitulada 'Convite à atenção'. O evento contou com apresentações de Gabriel Pérez-Barreiro, Lilian L'Abbate Kelian, Helena Freire Weffort e Lorenzo Mammì. 21 de março de 2018, Pavilhão da Bienal.

#33bienal A Fundação por trás da Bienal

Artistas, equipes, montadores, curadores, entuasiastas, parceiros, apoiadores e o grande público: uma edição da Bienal é feita por muitos. Conheça os processos da instituição que produz a #33bienal nas palavras de sua superintendente executiva, Luciana Guimarães.

#33bienal (Palestra) Estrutura e práticas curatoriais

Apresentação do projeto curatorial da 33ª Bienal, um sistema operacional alternativo que privilegia o olhar dos artistas sobre seus próprios contextos criativos. A palestra também traz um breve histórico das Bienais de São Paulo desde suas primeiras edições. 24 de julho de 2018, Pavilhão da Bienal.

#33bienal (Palestra) Maria Lucia da Silva

Registro da palestra "Diferença e afetividade: construindo pontes para o diálogo", pela diretora e presidente do Instituto AMMA Psique e Negritude, Maria Lucia da Silva. 14 de julho de 2018, Pavilhão da Bienal.

#33bienal (Palestra) Henrique Z.M. Parra

Registro da palestra "Políticas do comum: alianças entre o sensível e o intangível', pelo professor Henrique Z.M. Parra. 30 de junho de 2018, Pavilhão da Bienal.

#33bienal (Palestra) Cassiano Sydow Quilici

Registro da palestra "Arte como experiência e as qualidades da atenção", pelo pesquisador, ensaísta e dramaturgo, Cassiano Sydow Quilici. 9 de junho de 2018, Pavilhão da Bienal.

#33bienal (Palestra) Cristiano Rezende

Registro da palestra "Afeto, conhecimento e atenção em Espinosa: uma revolução copernicana na ética e na estética", pelo professor Cristiano Rezende. 16 de junho de 2018, Pavilhão da Bienal.

#33bienal Convite à atenção

A 33ª Bienal propõe exercícios que convidam as pessoas a estarem atentas à experiência com a arte, dentro e fora do Pavilhão da Bienal.

#33bienal (Gabriel Pérez-Barreiro) A atenção

A 33ª Bienal de São Paulo quer levantar uma tomada de consciência sobre nossa atenção.

#33bienal (Gabriel Pérez-Barreiro) Artistas como curadores

O curador-geral da 33ª Bienal fala sobre a escolha de sete artistas para curar exposições coletivas dentro da edição.

#33bienal (Gabriel Pérez-Barreiro) Primeiros conceitos

Gabriel Pérez-Barreiro comenta sobre os primeiros conceitos da 33ª Bienal de São Paulo – Afinidades afetivas

#33bienal (Gabriel Pérez-Barreiro) Como repensar uma Bienal

O curador-geral da 33ª Bienal comenta sobre as maneiras que a edição oferece para repensar a estrutura de uma Bienal.

Compartilhe